quarta-feira, 22 de maio de 2013

O quinteto Bryan Devendorf



Após estes anos todos, Bryan Devendorf continua a ser a razão pela qual se ouve esta banda.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Empreendedorismo como deve ser

Tenho por Miguel Gonçalves o mesmo atrito que qualquer pessoa de bem deve ter. Também mantenho uma distância saudável do culto do empreendedorismo selvagem quando este é usado para condenar uma certa classe média que, naturalmente, tem como expectativa de vida um «emprego». Nem todos nascemos para ser empreendedores, e os empreendedores deveriam saber que essa é uma óptima notícia para eles. Por isso, devo dizer que ontem, quando deram voz a um miúdo empreendedor de 16 anos no Prós e Contras, não estava à espera de ser supreendido. Mas fui. O nome do miúdo é Martim Neves. O seu discurso é exactamente o discurso que qualquer empreendedor deve ter: focado nos dados da equação e pouco interessado em moralismos estapafúrdios. Foi comovente vê-lo explicar à Professora Doutora Raquel Varela como se cria emprego, ou a dizer, e bem, a Fátima Campos Ferreira que não tinha achado «saudável» o escárnio da plateia sobre o «empreendedorismo». Que o país - e o Miguel Gonçalves - não estrague o Martim Neves.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

terça-feira, 7 de maio de 2013

Lotação 136


































“Lotação 136” 
Sessão de gravação de álbum ao vivo 
Teatro Aberto 

No dia 25 de Maio, às 22h00, em ponto, os Trêsporcento subirão ao palco da Sala Vermelha do Teatro Aberto, em Lisboa, para um concerto especial, que será registado e editado em disco.
«Lotação 136» foi pensado como um espectáculo de grande comunhão entre o palco e a plateia, como uma homenagem que os Trêsporcento querem fazer ao seu público, convidando-o a fazer parte da gravação de um álbum ao vivo. Será recriado em palco um ambiente único, onde a informalidade da sala de ensaios se cruzará com uma cenografia cuidada e atenta ao mais pequeno pormenor.
A vontade de fazer um registo ao vivo existia há algum tempo. As canções de Trêsporcento (EP, 2009), Hora Extraordinária (2011), e Quadro (2012), ganham uma injecção de energia ao vivo difícil de conseguir em estúdio. O som cresce, a batida acelera, e temas como «Dás a Mão e Não Sentes» ou «Espero» ganham vida própria em palco. «Lotação 136» é sobre essa metamorfose que o público opera sobre as canções dos Trêsporcento e sobre a vontade de a partilhar. A lotação limitada a 136 espectadores e as suas características cénicas fazem da Sala Vermelha do Teatro Aberto o espaço ideal para essa cumplicidade procurada.

Bilhetes e reservas disponíveis no Teatro Aberto (bilheteira@teatroaberto.com; tel: 213 880 089; Praça de Espanha, Lisboa) e na Bilheteira Online (http://www.bilheteiraonline.pt). Um exemplar da edição física do disco será entregue gratuitamente a todos os que marcarem presença no concerto. O disco tem data de edição marcada para o segundo semestre de 2013.